26 Segundos Para o Impossível: Eliud Kipchoge Consegue Feito Histórico em Monza

O recorde mundial da Maratona nunca esteve tão próximo do “limite impossível” das 02h00. Desde que Dennis Kimetto estabeleceu 2h02m57s na Maratona de Berlin, a 28 de setembro de 2014, a marca “impossível” das 02h00 começou a ser almejada e questionamentos pipocaram pelo mundo todo: Será possível correr os 42,195Km em menos de 120 minutos? A Nike então investiu tempo, dinheiro e dedicação num projeto para tentar responder positivamente essa questão: O “Breaking 2”. A primeira tentativa ocorreu na madrugada de sábado (06/05), início da manhã, no autódromo de Monza, na Itália. Três atletas estariam encarregados da tentativa, Eliud Kipchoge, Lelisa Desisa e Zersenay Tadese. E foi Eliud Kipchoge quem fez o que poucos acreditariam meses atrás, correu na casa das 02h00 e por míseros 26 segundos deixou de dar a resposta SIM à pergunta mais inquietante do mundo das corridas (assista o vídeo abaixo com a chegada do queniano). A data da tentativa, 06 de maio, também não foi escolhida à toa, há 63 anos Roger Bannister entrava para a história do esporte por ter sido o primeiro homem a completar 1 milha (1,6km) abaixo de 4 minutos, e a escolha de um autódromo foi para que os atletas fossem analisados durante todo o tempo em um ambiente totalmente controlado, foi também para que eles pudessem contar com 30 coelhos, que se revesavam a cada 200m e com uma hidratação e suplementação perfeita. O treinador dos atletas os acompanhou de bike os 42,195Km de bike e servia squeeze com água para cada um dos desafiantes. O feito de Eliud Kipchoge no entanto, não contará oficialmente como novo recorde Mundial da Maratona, já que o evento, promovido pela Nike, não preenche os requisitos para o reconhecimento oficial, mas sem sombra de dúvidas o mundo da corrida se rende e se curva para esse feito incrível alcançado pelo representante do Quênia. FOTO: Wikipedia/Creative Commons VÍDEO: The Guardian/Youtube


Both comments and pings are currently closed.

Comments Closed

Comments are closed.